Cuidados Cão Idoso

19

janeiro

1 Comentário

Seu cão está ficando velhinho e agora como devemos proceder?!?

  • Golden Friend Forever
  • 1 Comentário
  • Cuidados

Cuidados com o cão idoso.

Esse é um assunto bastante importante e vamos aborda-lo com muito carinho, afinal nossos idosos são mais que especiais.

Na terceira idade devemos aumentar os nossos cuidados e atenção para com nossos peludos, consideramos que um cão já é idoso a partir dos 7 anos de idade, e a média de vida gira em torno dos 12 até os 14 anos, claro que pode variar dependendo da raça, do porte, do estilo de vida de cada animal.

Os cuidados devem ser respeitados e seguidos para todas as raças, a alimentação é um deles pois com a idade existe a tendência de ganho de peso que sabemos é bastante prejudicial para a saúde.
O metabolismo fica mais lento e a disposição para realizar exercícios também diminuem, aumentando assim a incidência da obesidade.

Toda atenção para uma dieta acompanhada por um profissional da área se faz importante principalmente nessa fase da vida que chamamos de terceira idade.

Lembrando que hoje em dia existem controvérsias sobre ração industrializada, e cada dia aparecem novidades na alimentação dos nossos cães, vale uma pesquisada sobre esse assunto. Pode ser que mais para frente eu convide alguma pessoa entendida na área para nos dar maiores esclarecimentos sobre esse amplo assunto.

Tente evitar alimentos hiperproteicos, uso de sal, ossos industrializados, enfim, hoje temos no mercado alimentos desenvolvidos especialmente para cães idosos e também nutricionistas, nutrologos que podem auxiliar perfeitamente na alimentação do seu cão, ofertando a ele uma melhor qualidade de vida.

Outro fator importante que observo bastante na raça em que crio, é que com a idade eles ficam mais lentos e deixam de tomar bastante líquido, por preguiça de se levantarem ou até mesmo por dificuldade. Por isso ofertem muita água natural sempre filtrada, água de coco, procure colocar a vasilha perto deles, faça forminhas de gelo com água de coco e estimule o hábito principalmente nos dias mais quentes. Fique atento a coloração da urina, no odor, e na quantidade, quanto mais seu cão urinar melhor para sua saúde, lembrando que nessa fase da terceira idade os problemas de insuficiência renal são mais comuns de aparecerem.

Fique de olho também na dentição que com a idade também acontecem problemas como: Cáries, dentes amolecidos, gengivas inflamadas, tártaros, entre outros problemas que podem deixar seu animal tristonho, inapetente pois o fato de mastigar e causar dor ele deixará de se alimentar. É muito importante uma visita a cada 6 meses a um profissional específico.

Envelhecer na realidade é complicado para nós humanos e não é diferente para nossos cães, sendo que nós conseguimos nos expressar e falar o que estamos sentindo, e nossos amigos não, por isso cabe a nós, à nossa sensibilidade e amor pelos nossos bichos para entendermos o que está se passando com eles, para isso vou dar algumas dicas.

Pelo olhar conseguimos entender quando algo não está de fato muito bem, atenção para a dificuldade em se levantarem, pois a artrose, artrite fazem parte também da vida dos animais, e a displasia coxo femoral em raças de médio/grande porte é bastante comum e pisos escorregadios são muito prejudicial.
Procure escolher um local da casa onde seu animal possa levantar e deitar com mais segurança, espalhe tapetes antiderrapantes, escadas também na terceira idade se tornam um problema, por vezes oferecer um protetor articular pode ajudar nas dores e melhorar a qualidade de vida do seu animal, porém NUNCA oferte medicamentos sem que seu médico veterinário tenha indicado e prescrito.

Os exercícios nessa idade devem ser comedidos e em horários bastante frescos, passeios com caminhadas sem forçar, sem subir e descer ladeiras, procurar lugares com bastante sombra e bem planos, e nunca esquecer de levar água para oferecer de tempos em tempos, e se você perceber que seu animal não quer sair, não force, fique atento que algo certamente não está bem.

Preste também muita atenção no olhar, quando eles não estão bem além de ficarem mais quietos, eles carregam no olhar uma tristeza inconfundível, olhos lacrimejantes, sem brilho, e ficam querendo estar ao seu lado o tempo todo, por vezes podem apresentar agitação, falta de posição, ficar por demais ofegantes, sinais esses que devem ser imediatamente valorizados e uma visita ao Veterinário é de extrema importância, NÃO AUTO MEDIQUE, NÃO OFEREÇA NADA QUE A VIZINHA INDICOU!!!

A fuça ( Trufa ) do cão idoso é mais ressecada e tem uma aparência mais rachada, procure sempre mantêm-la hidratada com cremes a base de lanolina.

A Visão também nessa fase da vida fica comprometida e eles passam a enxergar menos e a coloração dos olhos se alteram, eu sempre digo que dar uma lubrificada com um soro fisiológico, limpar com água boricada diariamente, e principalmente levar o animal a um oftalmologista pelo menos de 6 em 6 meses é sem dúvida de extrema importância.

A audição também fica mais comprometida, procure manter o conduto auditivo sempre bem limpo e evite sons estridentes e muito altos pois eles se sentem incomodados.

O latido com o passar dos anos vão se tornando rouco e com menos potência, para isso não temos muito o que fazer.

As calosidades também se fazem presentes nessa fase da vida principalmente nos cotovelos, e por vezes elas incomodam bastante e devem ser tratadas, hoje no mercado existem produtos que ajudam a melhorar junto com uma massagem no local, se vc perceber que está se formando por dentro uma coleção de líquido, ai o Veterinário deve ser acionado imediatamente.

Na terceira idade eles passam a gostar de camas confortáveis, macias e em locais frescos porém desprovido de ventos.

Evite deixa-los por um longo tempo sozinhos, e se tiver que deixa-lo coloque uma música, ou deixe uma TV ligada e fale com ele que logo você estará de volta.

Conforme vão envelhecendo eles passam a querer mais estar ao lado dos donos, serem afagados com mais frequência, procure conversar com ele, falar o quão é grande o seu amor, o quanto ele é importante na vida da família, deixe-o se sentir muito amado e importante, nós sabemos que nessa fase da vida o carinho e primordial.

Perder um amigo peludo é muito difícil e infelizmente eles vivem pouco, mas podemos sim dar uma qualidade de vida digna e feliz, é só tratarmos sempre com a prevenção e como já falei com muito amor, carinho e respeito.

Dr. Nelson Ladogano

Equipe Golden Friend Forever

  • Ana Sanches

    Observações perfeitas…. como pais de uma senhorinha de quase 11 anos, partilhamos dos mesmos pensamentos…. Scully é paparicada em dobro hoje … a questão da água foi super bem colocada….. digo que somos seus “personal pote d’agua ” rsrs….
    Achamos muito importantes os textos sobre geriatria canina… há muito o que se aprender com o envelhecimento de nossos filhos caninos!